Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Criação de Garnizé - Por Thiago Augusto

Tenho uma pequena criação de Garnizé e gostaria de saber quais são os pontos negativos da raça. No manejo posso utilizar as mesmas tecnicas da criação de Galinha Caipira ou a raça depende de cuidados especiais.
Elas ficam fechadas num viveiro de 7m x3m (em contado direto no solo) ofereço milho, ração, restos de comida e hortaliças.
Quantas fêmias para um galo?
Em caso de descarte qual a idade que as galinhas não são mais produtivas?
Qual é a melhor época para coloca-las para chocar e ovos de galinhas mais velhas podem ser utilizados neles existem a mesma fertilidade?
Atensiosamente,
Thiago.

13/03/2006 10:03:19
Aron

Thiago amigo, tambêm sou criador de garnizé, vou lhe dar uma opinião prática ou seja não é técnica porque não tenho a especialização é Direito. Quanto a vida útil das galinhas e relativo tive galinhas com 1 ano que pararam de por ovos e outras com 3,5 que poem até hoje e eles apresentam ótima eclosão. Detectei que as garzizés não oferecem uma porcentagem de nascimento igual a de galinhas grandes, ou seja a uma quantidade maior de ovos que não geram. gosto de usar 1 galo para cinco galinhas, obtive um resultado melhor.

15/09/2006 16:23:58
WAGNER ALVES

Trata-se da mais fascinante experiência de criação no ramo de criação de galinhas! É uma ciência, e a maior parte você terá que descobrir com o tempo e experiência própria. o mundo da miniatura encanta a todos, mas somente alguns se aventuram na atividade. Bom vamos lá, as principais coisas que você deve saber são: 1- existe raças diferentes de garnizé, eu optei pelo mini-garnizé, chado popularmente de pévinha, ou técnicamente de Nagazakis, são os menores,e se você realmente gosta de pequeno, esse é o indicado. Acha-se para comprar na internet, é só clikar em procurar digitando a palavra mini-garnizé. Alguns dados importantes; 2 - máximo um galo p/a cada 5 galinhas. cuidado dobrado com o período de choca, os filhotes são muito mais sensíveis e portanto a taxa de eclosão é baixa. 3 - Remédios específicos para cada problema caraterístico dessa raça: bolba(pipoca) terramicina injetável 0,6 ml em uma injeção de insulina no peito do bichinho, cocciodiose, sulfaquinoxalina pó na água de beber. a terramicina, praticamente cura a maior parte das enfermidades. 3 - não deixar faltar verdura para comer, escolha verdurar mais escuras como colve, alface dá diarréia. 4 durante os anos de análise eu percebi que: cada ave tem uma personalidade própria, uma é mansa por natureza, outra é arisca e etc. 5 - Quando os pintinhos atingem 21 dentro do ovo, e não saem, é que a casca está muito dura, e com cuidado deve-se delicadamente ir tirando aos pouquinhos as cascas sem ferir, senão não nascem, para isso faça uso do ovoscópio para saber se realmente tem pintinho dentro. 6 - anotar a data da postura de cada ovos, pois esses não devem ter mais de 10 dias para colocar no ninho para chocar. Durante o estque dos ovos virá-los pelo menos 3 vezes ao dia, para que o embrião não fique ´´colado´´ na casca. 7 - sempre que perceber uma ave soente, isole-a para não contaminar as outras; 8 ovoscópio, chocadeira nascedouro e criadeira você mesmo pode fazer em casa, na internet tem manuais práticos de graça que o ensinam a fazer isso. isso aqui é só o básico, informações mais profundas, só mesmo com a prática.

29/05/2009 12:07:59
altair jose suavi

ola para mim sao as aves mais fortis que eo ja vi te desejo boua sorti na sua criaçaos nao requerem muintos cuidados sao bem resistentis e os cuidados sao bem sinples muinto verdi menos alfase pos da diareia nas aves dar postura e restos de comida agua linpa todos os dias trocar a agua uma ves por dia lavando bem o bebedouro dizem que nao sao todos os ovos que chocao isto eo desconheso é bem difisio perder um ovo que nao choca este mes pus uma galinha com dez ovos no choco e chocarao todos estao lindos .

21/08/2010 20:43:27

Você só pode comentar se estiver logado.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados