Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Alface


Tratos Culturais

Manejo: Consistem em conservar o solo sempre isento de ervas daninhas, fofo e irrigado freqüentemente.

Deve ainda ser conservado com bom teor de umidade, o que se consegue com o controle da irrigação, quer por aspersão, quer por infiltração.

Salientamos, aqui, que a alface é hortaliça muito exigente em água. Quando convenientemente irrigada, conseguem-se plantas bem desenvolvidas e de melhor qualidade. Caso contrário, o crescimento é prejudicado resultando plantas com folhas menores e rijas, cabeças pequenas e mal formadas.

Fazer o plantio definitivo em canteiros em nível ou em patamares, evitando a erosão;

Rotação de culturas: Terminada a colheita, convém procurar uma planta de outra família para ocupar o lugar da alface, como o repolho “Louco”, a cenoura, o pimentão, a berinjela ou a vagem.

É sempre interessante fazer rotação de cultura, de preferência com uma leguminosa (adubo-verde). Semear 2 ou 3 anos, de outubro a dezembro, um adubo verde, como a mucuna preta, crotalária paulina, o guandu, ou o feijão de poro, que será enterrado quando florescer. O adubo verde melhora o solo sob vários aspectos.

Culturas consociadas são uma necessidade na horta intensiva. Tudo é valido nesse tipo de olericultura. Alface constitui uma inesgotável fonte de riqueza para muitos horticultores residentes no “Cinturão Verde”, da Capital de S. P. Ela se constitui na legítima monocultura, de alta rentabilidade, um autêntico filão de ouro. Devido à intensidade de plantio, semana após semana, anos a fio, há o esgotamento do solo e proliferação de pragas e moléstias; há a necessidade de rotação periódica e continua de culturas.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados