Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Perdiz Brasileira


Sistema de criação

Assim como a maioria das aves, ao dar início a uma criação, é recomendável adquirir perdizes ainda filhotes. As instalações devem ser preparadas em local silencioso e respeitando o tamanho de um metro quadrado para cada ave. Faça um cercado, cobrindo até o teto, com telas plastificadas. Elas evitarão que os animais escapem para a natureza. O piso deve ser de areia ou terra batida.

Além dos ninhos, dentro dos viveiros deve ter ainda poleiros, comedouros e bebedouros automáticos. É importante lembrar que os maiores predadores de aves são cachorros, raposas e gambás. Portanto, a propriedade deve ser observada e cuidada diariamente por um funcionário treinado.

Na época de reprodução, o macho é quem cuida da incubação e dos filhotes. Utiliza a proporção de duas fêmeas para cada macho. A fêmea é o sexo dominante e suas posturas costumam ser, em média, de seis a oito ovos, quase do tamanho do ovo da galinha. Muito lisos e brilhantes, como que polidos ou esmaltados, esses ovos parecem de porcelana e estão entre os mais bonitos de todas as aves. Possuem cores vistosas, como o chocolate violáceo brilhante. O tempo de incubação ocorre entre 18 a 19 dias. No caso de chocadeiras e incubadoras artificiais, os ovos devem ser recolhidos diariamente, evitando que se quebrem.

Machos e fêmeas: para diferenciar machos e fêmeas é muito simples, basta comparar o tamanho. O macho é menor que a fêmea. Além disso, o macho possui uma espécie de argola na perna direita, enquanto a fêmea apresenta o mesmo detalhe na perna esquerda.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados