Início Pecuária Agricultura Aquicultura Horticultura TV Criar e Plantar

Busca no Site

Seções

Faisão


Raças

Ornamentais

A seguir, as principais espécies brasileiras para abate, bem como o número médio de ovos por espécie/ano e seu respectivo tempo de incubação.

A) Espécies para Abate, Nº de Ovos e Dias/Incubação

1) faisão de coleira 40 24/25
2) faisão mongólico 12 24/25
3) faisão colchico 40 24/25

B) Espécies para Fins Ornamentais Nº de Ovos Dias/Incubação

1) faisão prateado 10 26/27
2) faisão dourado 9 23/24
3) faisão Lady 8/15 23/24
4) faisão de Elliot 6/10 24/25
5) faisão de swinhoei 10 24/25
6) faisão venerado 7/15 24/25
7) faisão argus 8/10 25/26
8) faisão orelhudo azul 10/12 26/28
9) faisão orelhudo marrom 10/12 27/28
10) faisão orelhudo branco 6/10 27/28
11) faisão micado de Formosa 5/10 27/28

Faisão Prateado

Nome Cientifico: (Lophura nucthemera) Características:Possui grande topete de cor preto-azulada, com olhos e pés vermelhos. Sua cauda mede cerca de 75 centímetros e a fêmea é totalmente marrom com tons mais escuros nas partes inferiores do corpo.

Faisão Dourado

Nome Cientifico: (Chrysoloophus pictus) Características: Esta ave possui uma crista coberta por penas longas e sedosas em cor de ouro. Sua calda é longa e mede de 70 a 75 centímetros.

Faisão Lady

Nome Cientifico: (Chrysolophus amherstiae) Características: Espécie com cauda branca e estrias negras, medindo mais de 70 centímetros. Tem facilidade para cruzar com outras espécies.

Faisão de Elliot

Nome Cientifico: (Symaticus elliot) Características: Não possui topete. Sua calda é cinza-escura com manchas brancas. As asas são marrons com pontas vermelhas. Já a cauda é longa e possui as cores cinza, castanho e preto.

Faisão Swinhoe

Nome Cientifico: (Lophura swinhoii) Características: Originário de Taiwan, é uma ave de grande porte e cauda longa. Monogâmico. Peso médio: Macho e Fêmea - 1.100 gramas

Faisão Venerado

Nome Cientifico: (Syrmaticus reevesi) Características: Espécie exótica de cauda longa, com corpo coberto de penas em amarelo. Não possui topete e sua cabeça apresenta as cores branco e preto.

Faisão Argus

Nome Cientifico: (Argusianus argus) Características: É uma espécie muito semelhante ao pavão e também uma das mais cobiçadas por criadores. Possui duas penas centrais bastante longas de cor marrom.

Faisão Prelatus

Nome Cientifico: (Lophura diardi) Características:Originário dos Laos e da Tailândia. Monogâmico Peso médio: Macho - 1400 gramas e Fêmea - 1025 gramas.

Caça e corte

Faisão Coleira

Nome Cientifico: (Phasianus colchicus torquatus) Características: Originário de Cáusaco, Mongólia, China e Japão, a espécie não possui cauda grande, medindo cerca de 50 centímetros de comprimento. Tem o topete de pescoço verde, com o colarinho brando. Apresenta facilidades de procriação em cativeiro. Peso médio: Macho - 1600 gramas e Fêmea 1200 gramas

Faisão Jumbo White

Nome Cientifico: (Phasianus colchicus torquatus) Características: Ave resistente e prolífera, mutação melânica do faisão Coleira. Peso médio: Macho - 1500 gramas e Fêmea - 1400 gramas

Faisão Versicolor

Nome Cientifico: (Phasuanus versicolor) Características: Originário do Japão, esta ave é muito rústica e ágil. Normalmente é utilizada nos esportes de caça.

Faisão Tenebroso

Nome Cientifico: (Phasianus colchicus tenebrosus) Características: É muito leve e arisco. Possui o corpo muito colorido. Peso médio: Macho e Fêmea - 600 gramas

Faisão Colchico

Nome Cientifico: (Phasianus colchicus colchicus) Características: Apresenta topete verde-escuro e pescoço azulado. É semelhante ao faisão Coleira.

Faisão de Edward

Nome Científico: Lophura edwarsi
Ordem: Galliformes
[ Consultar o EEPs ]

São reconhecidas duas subespécies, Lophura edwardsi edwardsi e Lophura edwardsi hatinhensis, mas é discutido se esta última deverá ser tratada como uma espécie distinta (Lophura hatinhensis). O faisão de Edward (Lophura edwardsi) é uma espécie rara e local, que vive no meio da vegetação densa das florestas húmidas com palmáceas e bambus, situadas nas vertentes orientais das montanhas de Annam Central, até aos 600 m de altitude. A subespécie Lophura edwardsi hatinhensis tolera alguma degradação do habitat.

Existe dimorfismo sexual. O macho apresenta esporões nas patas e tem a plumagem predominantemente azul-escura, com iridescências de cor verde na parte superior das asas. Possui, ainda, uma máscara facial vermelha e uma crista de penas brancas na cabeça. A fêmea é castanha e também tem uma máscara facial vermelha. As patas são vermelhas em ambos os sexos. A subespécie Lophura edwardsi hatinhensis tem as penas centrais da cauda brancas.

Alimentam-se de sementes, rebentos e insectos.

Servem-se do bico e das unhas para raspar e escavar o solo, procurando alimento. Raramente são observados no habitat natural e pouco se sabe sobre os seus hábitos em liberdade. Só se deslocam aos ramos das árvores para dormir ou obter refúgio.

Noificam no solo. Na parada nupcial, o macho caminha em torno da fêmea, exibe a máscara facial, levanta o penacho e faz vibrar as asas e a cauda erguida no ar. As posturas são de quatro a sete ovos, cuja incubação dura 21 a 22 dias. Atingem a maturidade sexual com cerca de dois anos de idade.

É uma espécie em perigo. Tem sido ameaçada pela destruição do habitat e pela caça para alimentação humana.

Email:
Senha:


Esqueci Senha
Cadastre-se
Receba as notícias
© 2001 - 2013 Criar e Plantar - Todos os direitos reservados